Você está aqui: Página Principal

MPES faz recomendação aos municípios para combate à dengue, zika e chikungunya

O Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES), por meio das Promotorias de Justiça, recomendou aos prefeitos e secretários municipais de Saúde que elaborem e acompanhem a execução do Plano de Contingência para o Enfrentamento da Tríplice Epidemia de Dengue, Zika e Chikungunya. Já foram registrados 34.385 casos suspeitos no Estado. Desses, 252 são de zika vírus. Já foram confirmados 14 casos de microcefalia.
As prefeituras deverão providenciar, no prazo 30 dias, uma capacitação dos profissionais de Saúde que atuam nas unidades municipais de referência para atendimento a esses casos, implementando um protocolo de manejo clínico do paciente em todos os níveis de atenção à saúde (atenção básica, urgência e emergência e hospitalar), utilizando a classificação de risco como estratégia para definição de prioridades de atendimento e conduta adequada.
Outra recomendação é para que seja feito o controle de vetores em imóveis abandonados, fechados e com ingresso proibido pelo morador, independentemente de autorização judicial.
As unidades de Saúde das redes pública e privadas deverão notificar imediatamente os casos suspeitos de chikungunya, zika e óbitos suspeitos de dengue à Vigilância Epidemiológica municipal e Gerência de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Estadual de Saúde.