Você está aqui: Página Principal

Cesan e Prefeitura de Vitória enviarão ao MPES relatórios detalhados sobre a Praia de Camburi

O Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES), por meio da Promotoria de Justiça de Meio Ambiente e Urbanismo de Vitória, solicitou relatórios técnicos detalhados sobre a balneabilidade da Praia de Camburi, em reunião realizada na terça-feira (23/03) com a Companhia Espírito-Santense de Saneamento (Cesan) e a Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Vitória. O MPES abriu procedimento para apurar por que toda a Praia de Camburi está imprópria para banho por semanas seguidas.
Além de apurar as causas do problema, o MPES atua também para mediar o entendimento entre a Cesan e a Semmam, com vistas a encontrar soluções mais adequadas e céleres para a questão. Durante o encontro, técnicos da Cesan e o secretário de Meio Ambiente de Vitória, Luiz Emanuel Zouain, explicaram as providências adotadas.
A Cesan informou também que a falta de balneabilidade em toda a orla de Camburi é um evento já registrado em outras ocasiões e decorre de fatores associados, como a posição geográfica da praia, chuvas fortes, marés, ventos e as emissões de esgoto nos córregos, rios e até no mar em outros municípios da Região Metropolitana da Grande Vitória. Segundo os técnicos da autarquia, mais de 100  mil domicílios na região não estão ligados ao sistema de saneamento dos municípios. Já a Semmam explicou que vem notificando e multando os proprietários de imóveis que ainda fizeram a ligação de suas residências ao sistema sanitário de Vitória.
Diante desses fatos, o promotor de Justiça de Meio Ambiente e Urbanismo de Vitória, Marcelo Lemos Vieira, que coordenou a reunião, propôs que outros municípios participem das discussões. Sugeriu, ainda, que a Cesan e as prefeituras da Região Metropolitana realizem um evento para apresentar a situação sanitária da região, com o objetivo discutir as soluções mais adequadas para que o maior número de domicílios sejam ligados à rede sanitária municipal.