Você está aqui: Página Principal

Sustentabilidade é tema de evento na ArcelorMittal

O promotor de Justiça e dirigente do Centro de Apoio Operacional da Defesa do Meio Ambiente (Caoa), Marcelo Lemos Vieira, representou o Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES) na abertura do seminário “Sustentabilidade e Direito Coletivo”, realizado pela siderúrgica ArcelorMittal Tubarão. O vice-presidente da área industrial da empresa, Jorge Luiz Ribeiro, recepcionou a todos que participaram do debate que tratou da gestão e manejo da fauna e da flora, na sexta-feira (03/06).
 
Para o dirigente do Caoa, o projeto da ArcelorMittal cumpre a previsão constitucional do princípio da sustentabilidade, em que se tem a atividade econômica norteada pela questão ambiental. “A proposta é que tenhamos um desenvolvimento da economia com sustentabilidade, como forma de trazer um bem estar a todos. É um dever da empresa, a partir do momento que ela se instala, não só desenvolver a atividade econômica, mas proporcionar à comunidade, do entorno impactado, uma forma de minorar os danos”, analisou.
 
Jorge Luiz disse que a empresa, ao convidar a sociedade para um debate tão importante, mostra que está aberta a um diálogo e não tem nada a esconder. “Pregamos a transparência total e faremos tudo que pudermos para contribuir e mostrar que nós somos geradores de valores da sociedade. Tratamos a sustentabilidade como fator prioritário na nossa agenda, buscando pensar todas as decisões do nosso negócio de forma a estarem alinhadas no respeito às partes interessadas e tendo o meio ambiente, a natureza e as pessoas como prioridade nessa discussão”, enfatizou.
 
O promotor de Justiça justificou a participação do Ministério Público como representante da sociedade. “É para facilitar essa aproximação, porque o meio ambiente não se faz sozinho. A construção do meio ambiente, das questões ambientais, tem que ter a participação de todos os atores. Nós vivemos um problema sério, com a crise hídrica, e não resolveremos sem a união de todos. Nós estamos aqui para trazer essa proximidade e dar importância a esse trabalho, no sentido de que possamos trazer uma melhor qualidade de vida para a sociedade capixaba”, analisou.