Você está aqui: Página Principal

Operação Convênio – atualizada – 07/07 – 18h30

O Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES), por meio da Procuradoria de Justiça Especial e pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO), informa que, deflagrou, no dia 06/07/2016, a operação “CONVÊNIO” no município de Pedro Canário, na qual foram cumpridos 14 mandados de busca e apreensão e seis mandados de condução coercitiva, todos deferidos pela 1ª Câmara Criminal do Egrégio Tribunal de Justiça do Espírito Santo – TJES, sendo, na ocasião, apreendidos diversos documentos, computadores, mídias e outros equipamentos/materiais.

Foram realizadas buscas nas dependências da Prefeitura (gabinetes do prefeito, Antônio Wilson Fiorot; do vice-prefeito, José Reinaldo Fim Camporez; do procurador-geral do município, José Maria Ramos Gagno; sala da Secretaria e Chefia de Gabinete do Prefeito; sedes da Procuradoria Municipal e da Controladoria-Geral; Secretarias Municipais de Administração, de Finanças, de Saúde, de Agricultura, de Educação, de Obras e Transportes; setores de Licitação, de Compras, Contabilidade e Almoxarifado) e nas residências de alguns ex e atuais secretários municipais.

Foram conduzidos coercitivamente à sede da Promotoria de Justiça para prestar declarações os ex-secretários municipais Altino da Silva Netto, Kleiton Menezes Pereira, Sirlande Oliveira Dias de Freitas e Lenilda Santos Norberto, e os atuais Secretários Sebastião Teixeira Souza e Lúcia Generosa Alves dos Santos.

Diferentemente do que foi veiculado na imprensa as investigações realizadas pelo Ministério Público (Operação Convênio) não tiveram início por solicitação do prefeito Antônio Wilson Fiorot. Pelo contrário, Antônio Wilson Fiorot; o vice-prefeito, José Reinaldo Fim Camporez; o procurador-geral, José Maria Ramos Gagno; além de outros são investigados nessa operação.

Os fatos investigados, em sua maioria, ocorreram na atual administração.