Você está aqui: Página Principal

MP Eleitoral requer proibição de saques para coibir compra de votos

Com o objetivo de coibir a possível compra de votos às vésperas das eleições, o Ministério Público Eleitoral (MPE) requereu que a Justiça solicite às agências bancárias situadas em Rio Bananal e Governador Lindenberg informações das previsões de saques acima de R$ 5.000 para os dias 28, 29 e 30 de setembro, identificando as pessoas que solicitaram os saques e as respectivas contas bancárias. Solicitou também que as agências sejam proibidas de efetivarem saques acima de R$ 2.000, para cada CPF, a não ser em casos de urgência e mediante autorização judicial.
O MPE sustenta que na 51º Zona Eleitoral existem candidatos que, por possuírem alto poder econômico, se elegem mediante a prática de compra de votos de eleitores. Segundo o MPE, esses candidatos recrutam cabos eleitorais para oferecer aos eleitores dinheiro, com o objetivo de obter de votos.