Você está aqui: Página Principal

Recomendação do MPE gera menos sujeira nas ruas e locais de votação

Após a recomendação do Ministério Público Eleitoral (MPE) para coibir o derrame de santinhos de candidatos, na eleição deste domingo (02/10), ruas e locais de votação de diversos municípios apresentam menos sujeira que em pleitos anteriores, como destaque para Guarapari, Linhares, Nova Venécia, Pedro Canário, Rio Bananal, Itaguaçu, Ibitirama, Santa Leopoldina, Apiacá, Santa Maria de Jetibá, Presidente Kennedy, Castelo, Alegre São José do Calçado, Bom Jesus do Norte e Dores do Rio Preto. Em Vitória, bairros como Praia do Canto e Bento Ferreira registram menos material de campanha.

Antes do período eleitoral, o Centro Operacional Eleitoral (Cael) do Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES) orientou os promotores eleitorais a alertar, preventivamente, candidatos, coligações e partidos políticos para que não ocorresse o derrame de santinhos. Uma das sugestões do Cael foi a entrega voluntária do excedente gráfico nas Promotorias de Justiça no sábado anterior ao dia do pleito. Essa entrega voluntária ocorreu em diversas cidades, como Castelo (foto), gerando, portanto, menos sujeira na rua no dia das eleições.

O derrame de “santinhos” ou a anuência da atividade por parte do candidato na véspera do pleito não são permitidos, conforme o parágrafo 7º, do art. 14 da Resolução 23.457/15. “Acreditamos que será menor o derramamento de santinhos porque os promotores eleitorais orientaram os candidatos, partidos e coligações da necessidade de respeito à legislação eleitoral. Foram realizadas diversas reuniões por todo o Estado. A restrição aos gastos também poderá influenciar nesse sentido, mas acreditamos que o diálogo preventivo realizado pelos órgãos de fiscalização será determinante para a mudança de postura”, afirmou o dirigente do Cael,  o promotor de Justiça Francisco Martínez Berdeal.

No Estado, 59 promotores eleitorais, um por zona eleitoral, atuam na fiscalização e no enfrentamento à corrupção eleitoral e ao abuso de poder político e econômico. Outros nove promotores de Justiça auxiliares estarão nas cidades de Castelo, Jerônimo Monteiro, Ibitirama, Muqui, Marilândia, Linhares, Sooretama, Piúma e Vila Pavão.

Entrega de material de campanha em Castelo

Entrega de material de campanha em Castelo