Você está aqui: Página Principal

MPES discute ações para promoção da igualdade de gênero com a UVV

O Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES), por meio do Núcleo de Enfrentamento à Violência Doméstica contra a Mulher (Nevid), reuniu-se, na terça-feira (11/04) com os representantes da Universidade de Vila Velha (UVV) para tratar do caso do grupo de alunos de Medicina que postaram uma foto polêmica nas redes sociais. Na fotografia, os estudantes aparecem de jaleco, com as calças arriadas e simulando com as mãos uma genitália feminina.
 
A promotora de Justiça dirigente do Nevid, Cláudia Regina dos Santos Albuquerque Garcia, discutiu o caso com o reitor da UVV, Heráclito Amâncio. A promotora de Justiça ressaltou que o MPES participou dessa discussão como agente provocador da necessidade de a UVV assumir um papel protagonista no enfrentamento às discriminações. Também estiveram presentes a coordenadora do curso de Medicina, dra. Mônica Cola Cariello Brotas Corrêa; o advogado e procurador da mantenedora, Christiano Augusto Menegatti; e duas alunas que fazem parte do coletivo feminista “Elas”, Maria Carolina e Randra, que atuam na universidade.
 
A partir da reunião, ficou definido que a UVV oferecerá um curso abordando a questão de gênero para todos os universitários. A dirigente do Nevid fará uma palestra com o tema "gênero" para os alunos de Medicina. A universidade também vai instituir um calendário permanente para ciclos de debates que tratem da promoção da igualdade.
 
Outra medida firmada no encontro foi a utilização da rádio interna da UVV para divulgação de campanhas de conscientização sob responsabilidade do coletivo feminista “Elas”. Ficou acertada também uma aproximação do curso de Medicina com o coletivo, sendo que a coordenadora do curso será a responsável pela construção desse caminho.
 
Por fim, a UVV instituirá um comitê temporário de crise para acompanhar os fatos. A Comissão Disciplinar da Universidade já está apurando a responsabilidade de todos os envolvidos.