Você está aqui: Página Principal

Operação Aurora desvenda vazamentos de informações por traficantes no Fórum de Nova Venécia

O Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES), por meio da Promotoria de Justiça de Nova Venécia, deflagrou a Operação Aurora para investigar o vazamento de informações sigilosas relativas a investigação de tráfico de drogas no Fórum de Nova Venécia. Foram denunciados Sávio Ribeiro da Silva, que, ao trabalhar por um período na recepção do Fórum de Nova Venécia, foi acusado de passar informações privilegiadas de investigações e do cotidiano do Fórum para organizações criminosas do tráfico de drogas, além de ser acusado da prática de tráfico de drogas. Também foi denunciado Fidel Galvão Ribeiro, por associação criminosa e tráfico de drogas com Sávio Ribeiro.

Em denúncia feita à Justiça, o MPES pediu a prisão preventiva em desfavor de Sávio Ribeiro e de busca e apreensão em imóveis de envolvidos em compra e venda de drogas. A prisão temporária tem duração de até 180 dias, se decretada no curso da investigação ou antes da sentença recorrível. A Justiça deferiu os requerimentos do MPES. A operação foi baseada em informações retiradas de conversas captadas por interceptação telefônica e investigação de campo realizada com ajuda da Polícia Militar.

A decisão judicial do caso traz interceptações de conversas telefônicas entre os réus. Essas interceptações tiveram o sigilo retirado pela Justiça. Os diálogos comprovam o esquema para obter informações privilegiadas do Fórum. Em um dos trechos, inclusive, os traficantes comentam que está faltando drogas em Nova Venécia, fato decorrente do cerco conjunto da Polícia e do Ministério Público contra o tráfico de entorpecentes no município.

Veja a denúncia
Veja a decisão

 

Foto: OAB/ES