Você está aqui: Página Principal

Workshop "MP Transparente” aborda questões institucionais para imprensa

O primeiro workshop "MP Transparente” foi realizado? na quarta e quinta-feira (06 e 07/06), no auditório do Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES). O objetivo do evento foi estreitar as relações entre a instituição e os veículos de comunicação e proporcionar aos jornalistas e demais interessados o aprofundamento dos conhecimentos em relação às atividades desenvolvidas pelo MPES. O evento foi organizado pelo Centro de Estudos e Aperfeiçoamento Funcional (Ceaf) e pela Assessoria de Comunicação (ASCM) do MPES.
 
O procurador-geral de Justiça do MPES, Eder Pontes, fez a abertura do encontro e ressaltou o compromisso do MPES com a transparência e prestação de contas à sociedade. A promotora de Justiça e chefe de Apoio do Gabinete do PGJ, Luciana Gomes Ferreira de Andrade, ratificou o valor do encontro com a imprensa. “É um momento importantíssimo, porque permite que a gente se conheça, crie um laço de confiança e possamos compreendê-los e, da melhor forma possível, apresentar as informações necessárias à sociedade, um dever nosso”, pontuou.
 
No primeiro dia do workshop, foram apresentados três assuntos: “O que é Ministério Público”, “Atuação Criminal e no Júri, Auditoria Militar e Controle Externo da Atividade Policial” e “Atuação Cível, diferenças entre Portarias de ICs, denúncias, ações civis públicas, TACs e TCAs”. Participaram também das apresentações os promotores de Justiça Pedro Ivo de Sousa, dirigente do Centro de Estudos e Aperfeiçoamento Funcional (Ceaf), e Hermes Zaneti Júnior, dirigente do Centro de Apoio Operacional da Defesa dos Direitos do Consumidor (CADC).
 
Na quinta-feira, os temas abordados foram: “Estrutura e Orçamento do MPES”, “Portal da Transparência e Combate à Corrupção “e “Atuação do MPES na área de meio ambiente”.?? Os temas foram apresentados pelos promotores de Justiça Luciana Gomes Ferreira de Andrade, chefe de Apoio ao Gabinete do PGJ; Lidson Fausto da Silva, dirigente do Centro de Apoio Operacional de Defesa do Patrimônio Público (CADP); Vitor Anhoque Cavalcanti, do Grupo Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco); e Marcelo Lemos Vieira, dirigente do Centro de Apoio Operacional da Defesa do Meio Ambiente (Caoa); além do estatístico do MPES Pedro Pelacani Berger. O encerramento do workshop contou também com a presença da subprocuradora-geral de Justiça Administrativo, Elda Márcia Moraes Spedo.
 
Avaliações de jornalistas
 
Brunella França – A Tribuna
"Achei muito bacana essa proposta de aproximação com a imprensa, porque a gente realmente precisa muito de vocês. Usamos, às vezes, algumas terminologias que não são corretas. A palestra de ontem, da doutora Luciana sobre a natureza jurídica do MP, foi muito esclarecedora. Assim como a do doutor Pedro Ivo, sobre os termos técnicos da área criminal, falando o que é o inquérito, denúncia e como não incorrer em erros em nosso dia a dia. Os temas explorados hoje, acerca de corrupção, também foram muito valorosos. O próximo tema que sugeriria, até por conta do momento, é a atuação do MP no processo eleitoral."
 
Kelly Kalle – A Tribuna
“Foi muito bom. A gente conseguiu aprofundar nossos conhecimentos sobre a instituição. Mas as questões da área criminal poderiam ser aprofundadas, por serem muito complexas. Já a questão do meio ambiente, deveríamos debater mais. O trabalho que o doutor Marcelo está fazendo é muito bacana. A gente acompanha as atividades nas bacias hidrográficas.”
 
Maria Luiza Silva Pereira – A Gazeta Norte
“O evento foi muito bom para conhecer o que o Ministério Público faz e as pessoas por trás da instituição, porque, muitas vezes, só falamos por telefone. É importante saber em quais áreas os promotores atuam para identificar exatamente o que demandar.”
 
Raquel Lopes - A Gazeta
“O workshop nos proporcionou conhecer as pessoas que trabalham no MP. Eventos assim ajudam a criar vínculos com as pessoas e a trabalhar pautas futuras. Acho que deveríamos aprofundar mais os conhecimentos da área criminal nos próximos encontros.”