Você está aqui: Página Principal

Vereador de Nova Venécia denunciado pelo MPES tem o mandato cassado

Em sessão realizada no dia 03/07 (terça-feira), a Câmara Municipal de Nova Venécia cassou o mandato de umvereador por quebra de decoro parlamentar. Ele foi denunciado pelo Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES), por meio da Promotoria de Justiça Cumulativa de Nova Venécia, sob a acusação de peculato-furto de um notebook. Na denúncia oferecida à Justiça, o MPES relatou que, em janeiro de 2017, o vereadorlevou o notebook do Gabinete de Vereadores IV para casa e retirou o número de patrimônio público do equipamento.

Para apurar o desaparecimento, o vereador prestou depoimento na Delegacia de Polícia negando que estivesse com o aparelho. A Polícia cumpriu mandado de busca e apreensão na casa dele e localizou o equipamento, que passou por perícia técnica, confirmando ser o mesmo usado na Câmara.

Diante dos fatos, o Grupo de Inteligência Municipal (GIM) de Nova Venécia requereu a abertura de uma comissão processante na Câmara Municipal para apurar os fatos. Assim, na sessão de terça-feira, foi aprovado, por 12 votos, o relatório da comissão processante favorável à cassação do mandato do vereador.

Parceria

O GIM firmou em outubro de 2017 um acordo de cooperação técnica com o MPES, por meio da Promotoria de Justiça de Nova Venécia, para a realização de ações e iniciativas voltadas à prevenção e ao combate à corrupção, controle de políticas e gastos públicos e o incremento da transparência pública.  O Grupo é formado por cidadãos que acompanham as sessões na Câmara Municipal de Nova Venécia e o trabalho dosvereadores. É responsável ainda pelo projeto "Adote um Vereador", que visa a fiscalizar a atuação dosvereadores e, de acordo com a qualidade do serviço prestado por eles, é realizado um ranking apresentado à sociedade do município.

Veja a denúncia

Fotos do circuito interno da Câmara de Nova Venécia: 

Foto 1

Foto 2

Foto 3

Foto 4