Você está aqui: Página Principal

Mapa de Assistência Social do MPES é apresentado na I Mostra de Projetos do MP Brasileiro

O Mapa da Política de Assistência Social do Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES) foi apresentado na “I Mostra de Projetos do Ministério Público Brasileiro”, realizada de 3 a 5 de julho, no Ministério Público da Bahia. O evento foi uma iniciativa do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) e discutiu o tema “Inovação e Resultados”.
 
Membros e servidores do Ministério Público Brasileiro de 24 Estados participaram da mostra,  em que foram apresentados 26 projetos, desenvolvidos em todo o Brasil pelas unidades meio (estruturantes) e finalística (execução) e considerados inovadores e bem-sucedidos pela Comissão de Planejamento Estratégico (CPE) do CNMP.
 
A procuradora de Justiça e dirigente do Centro de Apoio Operacional da Defesa Comunitária (Caco) do MPES, Celia Lucia Vaz de Araújo, destacou a importância do evento para o compartilhamento de ideias e projetos que têm como fio condutor a busca pela construção de uma sociedade mais justa e igualitária.
 
O projeto apresentado pelo MPES está vinculado ao objetivo estratégico nº 5 da instituição capixaba, “Fortalecer a rede de proteção social, observando os direitos das pessoas em situação de vulnerabilidade social”, Consiste numa ferramenta que congrega um conjunto de dados estatísticos de diferentes instituições e órgãos públicos, de exímia confiabilidade e respaldo técnico, integrando e gerando informações atualizadas sobre a realidade do Estado, além da rede de serviços do Sistema Único de Assistência Social (SUAS) e os seus equipamentos instalados e disponíveis nos 78 municípios do Espírito Santo, com o objetivo de fomentar e aprimorar a organização, gestão e fiscalização das políticas públicas nesses territórios.
 
Participaram da apresentação os servidores do MPES Flavia Rocha Cazzotto e Pedro Pelacani Berger. O servidor Fabrício Ferraz Pego, que participava de uma reunião na Comissão de Planejamento Estratégico do CNMP, também prestigiou o evento. A iniciativa capixaba foi parabenizada e elogiada por membros de Ministérios Públicos do país, que manifestaram interesse em replicar a iniciativa.