Você está aqui: Página Principal

Cael participa do lançamento da campanha “Não seja laranja”

O Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES), por meio do Centro de Apoio Operacional Eleitoral (Cael), participou do lançamento da campanha “Não seja laranja”, que tem o objetivo de discutir a participação feminina no cenário político brasileiro, com ênfase em combater as candidaturas “laranja”.

O promotor de Justiça do MPES e dirigente do Cael, Francisco Martínez Berdeal, integrou a mesa de debates e afirmou que, apesar da cota de gênero, não houve uma mudança significativa da participação da mulher no cenário político. “A cota é de gênero, entrando inclusive as pessoas trans, mas só será efetivamente aplicada com o controle social das mulheres”, afirmou. A reunião foi realizada no dia 17/09, no auditório Hermógenes Lima Fonseca da Assembleia Legislativa (Ales)

Também fizeram parte da mesa a presidente da Comissão da Mulher Advogada da OAB-ES e conselheira seccional, Patrícia Silveira; a advogada, membro da Comissão da Mulher Advogada e coordenadora do projeto “Mulheres na Política”, Leila Imbroisi; a deputada estadual e procuradora da Mulher da Assembleia Legislativa, Janete de Sá; a supervisora da Procuradoria Especial da Mulher da Ales, Valéria Zachel; a defensora pública do Núcleo de Direitos Humanos da Defensoria Pública do Estado Gabriela Larrosa; a vereadora Renata Fiorio; e a juíza substituta do Tribunal Regional Eleitoral do Espírito Santo (TRE-ES) Wilma Chequer Bou-Habib. 

A campanha é uma parceria entre a Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Espírito Santo (OAB-ES) e a Assembleia Legislativa (Ales) e discute a ocupação da mulher no parlamento e o combate à desigualdade de gênero. 

Foto 1

Foto 2