Você está aqui: Página Principal

MPES consegue bloqueio dos bens do prefeito de Alegre em Ação de Improbidade

Após ação do Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES), por meio da Promotoria de Justiça de Alegre, a Justiça decretou a indisponibilidade dos bens do prefeito e de mais dois denunciados por improbidade administrativa. O bloqueio é de até R$ 50 mil, que corresponde ao prejuízo causado ao erário. 

De acordo com a denúncia, o prefeito de Alegre solicitou a um fiscal de obras um imóvel pertencente ao município para doá-lo a um servidor público como forma de quitar uma promessa de campanha eleitoral. O fiscal de obras e o servidor público também foram alvo da denúncia.

Veja a ação.

Veja a decisão.