Você está aqui: Página Principal

PGJ Itinerante visita Guaçuí, Dores do Rio Preto e Ibitirama

Dando sequência ao projeto PGJ Itinerante, o procurador-geral de Justiça do Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES), Eder Pontes da Silva, visitou os municípios de Guaçuí, Dores do Rio Preto e Ibitirama na quarta-feira (20/02).

O PGJ esteve nas Promotorias de Justiça e foi recebido, ainda, pela prefeita de Guaçuí, Vera Costa. Desse encontro também participaram o secretário municipal de Meio Ambiente, Roberto Martins; o procurador municipal, Ailton da Silva Fernandes; e o superintendente de Programas e Projetos da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Fabrício Dias Heitor. Em pauta, assuntos ligados à administração pública e lembranças de quando Eder Pontes foi promotor de Justiça em Alegre e região.

Na Promotoria de Justiça de Guaçuí, o PGJ participou de uma reunião com o 2º promotor de Justiça, Gino Martins Borges Bastos, e com servidores. Nessa reunião, discutiu-se melhorias para as atividades meio e finalística. “O PGJ itinerante é uma grande conquista para a sociedade. É exatamente uma harmonia entre os anseios da sociedade e a atuação do Ministério Público. O objetivo é atender devidamente todas as demandas que, às vezes, ficam obstaculizadas por um motivo ou outro. A sociedade sai fortalecida. É com muita satisfação que a gente vê esse momento aqui em Guaçuí e Divino São Lourenço. Parabenizo a Administração Superior por essa visão histórica e necessária para os dias atuais”, declarou Gino Martins Borges Bastos.

A assessora da PJ de Guaçuí Domitila Morais Sana também aprovou a iniciativa. “É muito importante, porque a gente que fica no Interior não tem muito contato com a PGJ. O doutor Eder é muito tranquilo e muito acessível, assim como toda a equipe. Respondeu a todos os questionamentos que a gente fez e a todas as provocações. Então, foi bem proveitoso”, analisou.

Em seguida, a comitiva do PGJ Itinerante seguiu para a Promotoria de Justiça de Dores do Rio Preto, onde foi recebida pela promotora de Justiça Ana Maria Guimarães Braga. Visitou as novas instalações e ouviu as demandas dos servidores. “O projeto PGJ Itinerante se mostra importante para aproximar os órgãos centrais e as Promotorias de Justiça do Interior do Estado, possibilitando uma melhor comunicação entre membros, servidores e demais colaboradores, tudo com a finalidade de aprimorar as ações da instituição e atender à população”, destacou a promotora de Justiça.

Finalizando o cronograma da quarta-feira, o PGJ Itinerante esteve na Promotoria de Justiça de Ibitirama. Eder Pontes foi recebido pelo promotor de Justiça titular Matheus Leme Novaes, que apresentou a estrutura física e as inovações realizadas.

“Acho que é importante esse contato direto até pra gente saber quais são nossas deficiências. É uma forma de fiscalizar e também aprimorar a instituição como um todo”, disse o assessor Carlos Henrique Cerqueira de Almeida, da PJ de Ibitirama.

O PGJ irá na quinta-feira (21/02) à Promotoria de Justiça de Jerônimo Monteiro.  O objetivo do projeto é manter uma agenda disseminada do procurador-geral de Justiça e das temáticas do gabinete, proporcionando maior contato com promotores de Justiça do Interior do Estado e uma comunicação humanizada entre o PGJ e os membros e servidores do Parquet.

Leia como foi a abertura do PGJ Itinerante na terça-feira (19/02) em Alegre.