Você está aqui: Página Principal

CNMP ministra curso de Tabelas Unificadas

O Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) ministrou no Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES), o “6º Curso de Capacitação em Tabelas Unificadas”. O curso, de dois dias, teve início na segunda-feira (15/06), no auditório da Procuradoria-Geral de Justiça, sob a coordenação do Centro de Estudos e Aperfeiçoamento Funcional (Ceaf). O objetivo foi capacitar membros, servidores e integrantes do comitê local em conhecer as tabelas unificadas.
 
O procurador-geral de Justiça do MPES, Eder Pontes da Silva, participou da solenidade de abertura, dando as boas-vindas a todos e ressaltando a satisfação da instituições em receber a capacitação. Falando da participação dos membros e servidores, enalteceu a importância do curso no momento em que a administração do MPES propõe a revisão do Planejamento Estratégico 2025. “Essa capacitação coaduna com a ação que desenvolvemos no planejamento estratégico institucional, que será ampliado em encontros regionais, onde iremos discutir questões voltadas ao dia a dia da sociedade em função da nossa atividade fim”, salientou.
 
Pela primeira vez no Estado, o conselheiro do CNMP Cláudio Henrique Portela do Rego parabenizou o MPES pelos trabalhos desenvolvidos no âmbito de armazenamento de processos e evidenciou a importância do planejamento no Ministério Público. “É necessário projetar ações e trabalhos para atingir a finalidade que é o bem estar da sociedade. E dentro desse planejamento, fazer com que os projetos que a Administração Superior encampa, funcionem”, destacou.
 
A Capacitação em Tabelas Unificadas trabalha com a unificação e a construção de terminologias comuns. O curso tem o embasamento da Resolução nº 63/2010 do CNMP e pretende facilitar o fluxo de informações e o acesso ao trabalho realizado nos diversos ramos do Ministério Público brasileiro.
 
O membro-auxiliar do CNMP Luis Gustavo Maia Lima foi o primeiro palestrante da capacitação e destacou a importância das tabelas unificadas para fortalecer a atuação integrada entre os Ministérios Públicos. “Elas possuem o intento de promover uma padronização e a uniformização terminológica das atividades desenvolvidas”, observou. 
 
Em seguida, o promotor de Justiça Fábio Barros de Matos apresentou dados que foram coletados e mostrou como funciona a parte técnica, ressaltando a importância do trabalho. “As tabelas unificadas, em um primeiro momento, parecem um ‘bicho-de-sete-cabeças’ e assustam, porque têm vários itens. Mas viemos aqui desmistificar essa ideia. A nossa vinda aqui é exatamente pra que a gente fomente uma correta alimentação dos dados e para instruir, de alguma forma, as pessoas que serão responsáveis por essa alimentação”, concluiu.  
 
O segundo dia de capacitação foi destinado à realização de exercícios de fixação, ministrados pelo servidor do Ministério Público de Rondônia William Sérgio Azevêdo Guimarães; o membro-auxiliar do CNMP Luis Gustavo Maia Lima; e pelo promotor de Justiça Fábio Barros de Matos. Durante toda a manhã e parte da tarde, os participantes puderam praticar, tirar dúvidas e debater de maneira prática os conhecimentos adquiridos.
 
No encerramento do evento, o subprocurador-geral de Justiça Judicial do MPES, Fabio Vello Corrêa, agradeceu o envolvimento de todos no evento. "Gostaria de agradecer ao CNMP e toda a equipe. Reconheço que nesse curso, que foi de suma importância para nós, eu mesmo aprendi muitas coisas que não sabia e tive a grata satisfação de ver vários funcionários aqui do MPES com uma desenvoltura muito maior do que eu podia imaginar no manuseio do Gampes (Gestão de Autos do MPES). O objetivo sempre foi que a gente busque a excelência e a funcionalidade”, avaliou.
Em nome do conselheiro do CNMP Cláudio Henrique Portela, o promotor de Justiça Fábio Barros agradeceu a acolhida e parabenizou os presentes. “Em nome do doutor Claudio, nós agradecemos o convite e nos colocamos à disposição para qualquer tipo de dúvida e esclarecimento. O MPES está de parabéns por vários motivos. Um deles, porque está em busca da melhoria do aprendizado. Outro, porque quem aqui está sabe do que está falando e tem conhecimento. Espero que todos se tornem multiplicadores do que viram aqui nesse curso”, concluiu.