Você está aqui: Página Principal

MPES requer manutenção da prisão preventiva de ex-servidora de Viana que fraudou cartões

O Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES), por meio da 3ª Promotoria de Justiça Criminal de Viana, protocolou denúncia contra ex-diretora do Departamento de Recursos Humanos da Prefeitura do município Valéria Cristina dos Anjos e o marido dela, Robson Nascimento Silva. Eles são acusados de cometerem o crime de peculato. De acordo com a denúncia, os réus fraudaram a emissão e a utilização de cartões de alimentação de servidores do município. O MPES também requereu a manutenção da prisão preventiva da indiciada.
 
Consta na denúncia que a ex-servidora solicitou recarga extra dos cartões de alimentação de 28 servidores, dos quais seis eram ativos, mas não tinham direito ao recebimento da verba alimentar, enquanto os outros 22 eram inativos. A fraude foi confirmada por meio de perícia dos e-mails que os servidores receberam com a confirmação da solicitação da recarga. No total, foram 37 servidores inativos e outros nove servidores que não haviam requerido o benefício.
 
A perícia constatou ainda que a denunciada solicitou a emissão de segunda via de cinco cartões de servidores inativos, além do desbloqueio de outros cartões. Imagens obtidas pela polícia mostram a ex-diretora e o marido dela fazendo compras em um supermercado, totalizando R$ 2,5 mil, que foram pagos com os cartões irregulares. A denúncia aponta também que o marido da ex-diretora realizava venda dos cartões irregulares a terceiros, ações que foram confirmadas pelo próprio denunciado.
 
Apurações internas confirmaram diversas operações envolvendo o pagamento irregular de auxílio alimentação da Prefeitura Municipal de Viana à empresa Vale Mais, administradora dos cartões, totalizando dano de mais de R$ 200 mil ao erário.