Você está aqui: Página Principal

Mucurici e Ponto Belo questionam impactos de projeto de plantio de eucalipto

A Fibria Celulose e a Suzano Papel e Celulose terão de responder por danos ambientais e sociais advindos a partir da possível instalação do monocultivo de eucalipto em Mucurici e Ponto Belo. Em caráter preventivo, o Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES), por meio da Promotoria de Justiça de Mucurici, ajuizou Ação Cível Pública com pedido de liminar para evitar a desertificação do solo na região.
Um dos principais pontos atacados é o intenso tráfego de caminhões, advindo da movimentação de carga do plantio de eucalipto e do envio à fábrica, que afetará diretamente o casario, as vias e as estruturas das duas cidades. Além disso, a região sofre com a vulnerabilidade hídrica e tal empreendimento se utilizaria de mais recursos naturais, tornando-se extremamente nocivo ao meio ambiente.